Escolas municipais de Cabedelo se destacam em índice do Ideb; unidade no Renascer II bateu antecipadamente meta estipulada pelo MEC

Cinco escolas municipais de Cabedelo se destacaram no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb 2017), divulgado esta semana pelo Ministério da Educação (MEC), por intermédio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os números relativos ao desempenho das escolas cabedelenses no Ideb revelam que, no ensino Fundamental I, a Escola Maria das Graças tinha uma meta prevista de 4,2 e atingiu 4,8; a Pedro Américo tinha uma meta de 3,7 e atingiu 4,8; e a Altimar Pimentel, de 4,7 foi a 5,7. No ensino Fundamental II, os destaques foram para a escola Maria Pessoa, com 4,8; e a Elisabeth Ferreira, que obteve índice 5.1 nas séries finais (9º ano).

No cômputo geral, os resultados das escolas cabedelenses atingiram um resultado expressivo no Fundamental, batendo a meta que era de 4,0 e chegando a 4,9 pontos.

O Ideb é o principal indicador de qualidade da educação básica, formado pelo Saeb (prova de português e matemática aplicada a cada dois anos) e pelo fluxo escolar (taxa de aprovação/reprovação/abandono dos alunos). O Índice é divulgado a cada dois anos e traça uma radiografia do nível de qualidade da educação no País.

“Esse resultado é fruto do trabalho coletivo da equipe de professores da escola e da equipe gestora, mas é também um processo educativo executado em parceria e alinhado aos projetos da Secretaria de Educação. É a partir dessa interação que vimos os resultados extremamente positivos. É importante destacar que, além da Elizabeth Ferreira, que realmente foi algo extraordinário, outras escolas do município conseguiram também alcançar as metas e até ultrapassá-las. Esse é o empenho que a Secretaria dedica a toda rede no sentido de avançar cada vez mais na qualidade da educação do município”, declarou o secretário adjunto da educação, Alsony Meireles.

O Ideb foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações. O índice é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar; e das médias de desempenho nas avaliações do Inep; o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as unidades da federação e para o país; e a Prova Brasil – para os municípios.

Destaque estadual – Com 540 alunos e 36 professores e funcionando nos três turnos, a escola Elizabeth Ferreira, do Renascer II, está entre as seis unidades paraibanas que ultrapassaram a meta estabelecida pelo Inep. Dentre elas, 4 são da rede pública (1 estadual de Santa Rita) e 3 municipais (Cabedelo, Brejo do Cruz e Patos.

O gestor da escola, Petrônio Beltrão, comentou com entusiasmo o resultado alcançado, e atribuiu o feito ao trabalho coletivo desenvolvido nos projetos e no dia a dia da escola.

“A cada ano já estávamos melhorando o Ideb da escola e agora estamos colhendo os frutos de um trabalho realizado em equipe. É trabalhar com liderança e não com chefia, fazer com que os profissionais possam vir pra escola, conscientes, de que temos que dar aqui o melhor de nós em prol da educação. É um momento de muita felicidade, saber que atingimos essa marca é muito gratificante. E se Deus quiser iremos melhorar ainda mais esse índice. Estamos tendo todo o apoio da Secretaria de Educação e jamais conseguiríamos alcançar essa meta sem isso, pois há muito entendimento e dedicação da parte deles”, destacou Petrônio.

Secom Cabedelo

Compartilhar