Números de atendimentos em Psiquiatria superam a de anos anteriores e zeram demanda acumulada na Policlínica de Cabedelo

Só este ano, foram 1.400 consultas encaminhadas através das USFs

O Centro Municipal de Saúde Leonard Mozart (Policlínica) realizou, no primeiro semestre deste ano, 1.400 atendimentos em psiquiatria, colocando em dia a demanda que vinha acumulada há anos. São cerca de 200 atendimentos por mês, em um esforço para zerar a fila de espera por essa especialidade.

Desde o final de 2018, a gestão atual tem trabalhado para organizar e moralizar o atendimento em saúde na Policlínica, com a realização de mutirões e exames em todas as especialidades oferecidas pela rede de saúde municipal. De setembro a dezembro foram 730 atendimentos em psiquiatria, atingindo 73% do público que aguardava a consulta.

Para marcar uma consulta com a equipe de psiquiatria, o paciente deve ser encaminhado através da Unidade de Saúde da Família (USF) mais próxima de sua casa.

“A saúde pública é um desafio, mas a atual gestão tem abraçado essa causa em busca de atender melhor às necessidades da população e já estamos alcançando resultados, como esses números. Hoje, podemos dizer que os atendimentos não só dessa, mas como de outras especialidades, estão em dia”, destacou a diretora da Policlínica, Karine Garcia.

Atendimentos – Atualmente, A Policlínica oferece atendimento em Acupuntura, Alergologia, Angiologia, Cardiologia, Clínica médica, Dermatologia, Endocrinologia, Fonoaudiologia, Gastroenterologia, Geriatria, Ginecologia, Gravidez de Alto Risco, Hepatologia, Mastologia, Neurologia (adulto e infantil), Nutrição, Oftamologia, Otorrinolaringologia, Ortopedia, Pneumologia, Pediatria, Psicologia (adulto, infantil, adolescente e terceira idade), Psicologia do tabagismo, Psiquiatria, Reumatologia e Urologia. Também são ofertados Colposcopia, Ecocardiograma, Espirometria e Risco Cirúrgico.

 

Compartilhar