Pela primeira vez, alunas da rede municipal de ensino de Cabedelo vão participar da etapa nacional do Prêmio MPT na Escola 2021

Pela primeira vez, Cabedelo se classificou para a etapa nacional do Prêmio MPT na Escola 2021, que fomenta a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil e da proteção do adolescente trabalhador.

As alunas Bruna Cavalcanti Cruz, do 4º ano da Escola Municipal Silvana Oliveira Pontes; e Karoline Rodrigues dos Santos, do 7º ano da Escola Plácido de Almeida, vão disputar a etapa nacional da competição, após se classificarem na fase estadual, na categoria Conto.

O MPT na Escola foi disputado em etapas, começando pela fase municipal. Nesta edição, concorreram alunos das seis escolas municipais que participaram do projeto, na qual foram escolhidos os melhores em cada categoria. Logo em seguida, todos os trabalhos foram avaliados por uma comissão julgadora, que definiu os vencedores e os encaminhou para a disputa da etapa estadual.

“Trata-se de uma conquista inédita para o município de Cabedelo, sem dúvida. Aderimos ao projeto, nos organizamos, mobilizamos os professores e, sobretudo, incentivamos os alunos a produzir, com um acompanhamento qualificado e bem próximo. O resultado está aí. Temos que parabenizar os alunos e exaltar o trabalho de gestão da educação que é feito em nossa cidade. Um empenho e um compromisso na busca pela excelência na estrutura, investimento no aprendizado e na construção do conhecimento cidadão”, declarou o coordenador executivo do projeto no município, Gilbert Monte.

O Prêmio MPT na Escola, iniciativa do projeto ‘Resgate a Infância’, eixo Educação, faz parte da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente do Ministério Público do Trabalho e tem como objetivo O prêmio é disputado em três categorias: Conto, desenho e poesia.

Os alunos de Cabedelo concorreram com candidatos de João Pessoa e Guarabira. Os trabalhos inscritos na etapa estadual foram avaliados por Comissão Julgadora Regional, instituída no âmbito da respectiva Procuradoria Regional. Os trabalhos que obtiveram o 1º lugar, em cada categoria do Prêmio na etapa estadual, devem ser inscritos na etapa nacional até o próximo dia 17 de setembro.

O objetivo é fomentar a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil e da proteção do adolescente trabalhador. A ação também faz parte da comemoração dos 31 anos do Estatuto da Criança e Adolescente.

“Concorreram, na etapa municipal do Prêmio, as seis escolas municipais que participam do projeto. Foram escolhidos os melhores e, logo em seguida, todos os trabalhos foram avaliados pela comissão julgadora. Os vencedores das 5 escolas foram inscritos para a etapa estadual, em que concorrerão com candidatos de João Pessoa e Guarabira e, caso ganhem, participarão da etapa nacional, em Brasilia”, explicou o coordenador da executiva local do projeto, Gilbert Monte.

Para elaboração dos projetos, cada unidade escolar concorrente contou com um professor para orientar, auxiliar, formatar, acompanhar e registrar as atividades. Todo o processo foi feito de maneira a respeitar as medidas sanitárias recomendadas para o atual momento de pandemia.

Vencedores – Os Alunos vencedores na categoria Conto foram: Bruna Cavalcante Cruz, da Escola Municipal Silvana Oliveira; e Karoline Rodrigues dos Santos, da Escola Municipal Plácido de Almeida.

Na categoria Poesia os vencedores foram: Luís Gustavo Freitas Florentino de Souza Filho, da Escola Municipal Paulino Siqueira; e Pedro Paulo Sales de Oliveira, da Escola Municipal Pedro Américo.

Por fim, na categoria Desenho, os vencedores foram: João Victor Alves da Silva, da Escola Municipal Miranda Burity; e Kamilly Vitória da Silva Santos, da Escola Municipal Paulino Siqueira.

Os trabalhos inscritos na etapa estadual serão avaliados por Comissão Julgadora Regional, instituída no âmbito da respectiva Procuradoria Regional, devendo o resultado dos(as) vencedores(as) ser publicado até o próximo dia 3 de setembro. Os trabalhos que obtiverem o 1º lugar, em cada categoria do Prêmio na etapa estadual, serão inscritos na etapa nacional até o dia 17 de setembro de 2021.

Parceria – O projeto é uma parceria entre o Ministério Público do Trabalho com a Prefeitura Municipal de Cabedelo, através da Secretaria da Educação. Tem como Coordenadora Geral, por parte do MPT, a procuradora do Trabalho, Maria Edlene Lins Felizardo.

Em Cabedelo, ele é coordenado pela Secretária de Educação, Márcia Oliveira, e tem o Professor Gilbert Monte como Coordenador da executiva local.

Compartilhar