Prefeito de Cabedelo recebe Consórcio que irá administrar Terminal Pesqueiro e debate parcerias para geração de renda e emprego na cidade

Cabedelo foi escolhida pelo Governo Federal como projeto-piloto de privatização do primeiro Terminal Pesqueiro do Brasil. A concessão para gerir o equipamento foi realizada recentemente, e teve como vencedor o Consórcio Rotamar, formado pelas empresas Marinner e Vértice Construtora, com proposta única de R$ 192 mil.

Nesta terça-feira (9), o prefeito Vitor Hugo esteve reunido com o representante do Consórcio, Maurílio Peçanha de Almeida Júnior. Em pauta, a implementação das empresas no município e a projeção sobre uma possível parceria entre a iniciativa privada e a pública para geração de emprego e renda na cidade.

Além do prefeito, estiverem presentes ao encontro o vice-prefeito Mersinho Lucena; e os secretários de Meio Ambiente, Francisco Urtiga; de Uso e Ocupação do Solo, Sérgio Ricardo, de  Infraestrutura, Ubiraci Santos; de Indústria e Comércio, Fernando Sobrinho; e o adjunto de Pesca, Luís Carlos.

“A privatização do Terminal se fazia necessária e vai gerar bons frutos para a cidade. Conhecemos o Consórcio vencedor hoje e tivemos uma boa conversa sobre futuras parcerias, que irão gerar emprego, renda e melhorar a qualidade de vida de milhares de família. Cabedelo segue seu caminho de crescimento e desenvolvimento”, destacou o prefeito Vitor Hugo.

Ao longo dos 20 anos de concessão do Terminal Pesqueiro de Cabedelo, estão previstos dispêndios totalmente privados – investimentos e custeio – na ordem de R$ 200 milhões, gerando mais renda e proporcionando melhor qualidade de vida para mais de mil famílias locais.

Caberá ao Consórcio vencedor a revitalização, modernização, operação, manutenção e gestão do Terminal. O Terminal de Cabedelo tem capacidade de descarga de 1.000 toneladas/mês e deve contar com fábrica de gelo e posto náutico para as embarcações

 

 

Compartilhar