Prefeitura de Cabedelo abre campanha Dezembro Vermelho com ações e serviços à população

Mês vai lembrar a importância da prevenção à Aids

A Prefeitura de Cabedelo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sescab) e via Coordenação de Vigilância em Saúde, realizou, nesta sexta-feira (6), a abertura da programação relativa ao Dezembro Vermelho, mês dedicado às campanhas de prevenção a Aids.

A campanha, cuja temática é “HIV não tem cara e não tem cura, tem tratamento e prevenção” é um chamado à população de todas as faixas etárias para realização do teste de identificação do vírus. Além disso, o foco é também a conscientização para os comportamentos de risco que levam à contaminação e os métodos de prevenção.

O lançamento aconteceu em frente ao Supermercado Todo Dia e foi marcado pelo alerta para incidência e letalidade da doença, as formas de transmissão e os métodos de prevenção. Equipes da Sescab realizaram testes rápidos – HIV, Hepatites e Sífilis -, testes de glicemia, aferição de pressão e distribuição de preservativos. O evento também contou com profissionais do Centro Municipal de Fisioterapia (Cenfisio).

“Realizamos hoje a abertura da Programação do Dezembro Vermelho em Cabedelo com a oferta de testes rápidos, aconselhamento, distribuição de preservativos e verificação de pressão arterial e glicemia. O evento tem como objetivo sensibilizar a população sobre a prevenção e o tratamento precoce contra o HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana), a Aids (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)”, disse a coordenadora da DST/AIDS, Malu Tavares.

Neste ano, o alerta é para a importância da adesão ao tratamento, pois quanto mais precoce e adequado ele for, a carga viral, que é a quantidade de HIV no organismo, será indetectável.

“Impedindo a pessoa de adoecer, desenvolver Aids e até mesmo de transmitir o vírus para outra pessoa, tornando-se, também, importante aliado na prevenção de novos casos. Além de usar a camisinha, é fundamental fazer o teste precocemente; realizar o tratamento adequado do HIV e de qualquer outra IST; caso tenha tido uma situação de risco para o HIV, buscar a PEP (Profilaxia Pós-Exposição)”, complementou a coordenadora.

Marcos Freitas de Sousa Cunha, 44, falou sobre a campanha e destacou a importância de realizar os testes e se prevenir.

“Essa campanha é muito importante para alertar a população para uma doença séria. E é muito interessante termos ações de rua como essa, coisa que dificilmente vemos acontecer. Há os posto de saúde, claro, mas uma situação dessas, com a oferta dos exames de graça e no bairro, facilita a vida de muita gente. Além de tudo é sempre bom poder fazer exames de ver como anda a saúde”, comentou.

Já Maria Valderina, dona de casa, moradora do bairro de Camalaú, comentou o atendimento das equipes da PMC e as formas de prevenção.

“Realizei os testes rápidos e, penso, que todas as pessoas poderiam vir e fazer também. Essa é uma iniciativa ótima da Prefeitura. Quanto ao HIV, é muito importante conhecermos os riscos e as formas de prevenção, como o preservativo. Fui muito bem atendida, orientada e a prefeitura está parabéns”, declarou.

 

Compartilhar