Prefeitura de Cabedelo desenvolve projeto de incentivo ao estudo da matemática

Programa Cactus visa formar turmas olímpicas de matemática para participação em competições nacionais da disciplina

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), deu início, neste sábado (09), na Escola Maria Pessoa Cavalcanti, ao Projeto Cactus. A iniciativa tem por objetivo formar turmas olímpicas de matemática, visando a participação em competições nacionais.

O projeto é voltado aos anos finais das escolas da rede municipal e atinge 10 unidades de ensino. As turmas são divididas em dois nívei: o nível I voltado para alunos do 6º e do 7º anos e o nível 2, para os de 8º e 9º ano. Os alunos participantes foram selecionados a partir da análise de desempenho em sala de aula, por indicação e demonstração de interesse.

“O projeto Cactus é um transformador de vidas, busca desenvolver a cultura de protagonismo nos alunos através do poder da educação, transformando a realidade de todos que têm a oportunidade de viver essa experiência”, declarou a Coordenação de Anos Finais da Seduc, Layanna Almeida.

O projeto tem por objetivo formar turmas olímpicas de matemática, estimulando e incentivando a participação nas competições nacionais da disciplina, a exemplo da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), dentre outras), assim como, trazer destaque para o Município nessas competições.

Estarão envolvidas nessa ação todas as Escolas do Ensino Fundamental Anos Finais, nas quais foram selecionados oito alunos, dois de cada ano. As aulas ocorrerão de forma quinzenal, aos sábados e a Prefeitura irá disponibilizar o transporte para levar os alunos de sua escola de origem até o local das aulas.

“O diferencial do projeto é que os alunos de todas as escolas do fundamental II vão poder estar nivelados em matemática e aptos a participar de todas as competições da disciplina neste ano, em nível nacional. Além da preparação, a iniciativa vai influir no aumento dos índices do município do IDEB”, concluiu Layanna.

Compartilhar