Prefeitura de Cabedelo promove diálogo sobre Lesbofobia com servidores

Encontro objetivou sensibilizar e capacitar os servidores para atendimento à população LGBTQI+

A Secretaria de Assistência Social de Cabedelo (Semas), por meio do Setor de Atendimento Especializado à População LGBTQI+, realizou, nesta quarta-feira (11), um encontro com funcionários da Prefeitura para discutir a Lesbofobia. A iniciativa visa orientar e sensibilizar o servidor para o tratamento dispensado a esse público nos ambientes de trabalho, na recepção e no encaminhamento de suas demandas.

Com o título Um diálogo sobre lesbofobia, o encontro, realizado no Centro de Capacitação, teve como público, nesse primeiro instante, os funcionários lotados nas Secretarias de Assistência Social, Educação, Guarda Metropolitana, Políticas Públicas para as Mulheres  e Indústria e Comércio.

“Nosso objetivo com essa atividade é sensibilizar os funcionários acerca da temática LGBTQI+, que é uma discussão que está em pauta enquanto o próprio setor, ligado À Assistencia, é uma novidade na Prefeitura. A gestão está propondo uma discussão que não existia em Cabedelo. Não é uma política nova, mas a título municipal trata-se de uma nova proposta. Então, estamos buscando sensibilizar funcionários para a garantia dos direitos e cidadania dessa parcela da população”, explicou a coordenadora do Setor LGBTQI+, Lourdes Albuquerque.

A programação do evento foi marcada por dois momentos de discussão. Na primeira parte, foram discutidas questões relativas à temática da sororidade; na segunda, aspectos da lesbofobia e da lesbotransfobia, como a construção da identidade, o nome social e o preconceito em geral. Os temas foram desenvolvidos por Renálide de Carvalho Morais Fabrício, do IFPB; pelas gerentes estaduais de direitos LGBT, Aniely Mirtes e Patrícia Oliveira; e por Geovana Laverna, representante do Centro de Referência Estadual LGBT.

“Nosso plano de ação é, a cada mês, atingir Secretarias diferentes, para que todas elas compreendam o trabalho que estamos oferecendo. Também sensibilizar os funcionários  para que possam acolher e reconhecer os direitos LGBT’s nas unidades de atendimento”, concluiu Lourdes.

LGBTQI+ – O Setor de Atendimento Especializado à População LGBTQI+ funciona no prédio da Semas, ao lado do Mercado Público, atendendo à população LGBT e encaminhando para programas sociais e para o Ambulatório TT/PB. Também recebe encaminhamentos de serviços como Creas, Cras e organismos como escolas. Além disso, trabalha em parceria com o Espaço LGBT e a Gerência LGBT, do Governo do Estado.

 

Compartilhar