Prefeitura realiza Seminário sobre Violência e Proteção da Vida

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sescab), realizou, nesta quinta-feira (30), o Seminário de Discussão das Violências e Proteção da Vida. O evento, que aconteceu no Auditório do Iesp, pôs em pauta a questão da violência, o papel das instituições na prevenção e no combate das várias formas de violência.

O seminário contou com a participação de profissionais da saúde e representações da Semob, da Guarda Metropolitana, do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), da Polícia Rodoviária Federal, do Corpo de Bombeiros, e dos Conselhos Municipal da Saúde, do Idoso e de Crianças e Adolescentes. ,

“O que motiva a propositura desse seminário é a grande incidência da violência em nossa sociedade. Ele foi proposto para que possamos tomar pé do que precisamos fazer em relação à problemática. Para isso, temos que reunir realmente toda a sociedade e instituições para que possamos traçar condutas e medidas que possam abrandar ou, quem sabe, evitar os agravos decorrentes da violência. Agravos que são, em suma, um problema de saúde pública”, explicou o secretário de Saúde, André Luiz de Lima.

A programação do evento foi pontuada por 4 palestras, enfocando diversos aspectos e ângulos da questão da violência. Primeiramente foram discutidas As faces da violência: Causas e Consequências, conduzida pelo cel. Da PM Carlos Alberto Pereira Oliveira. Em seguida, o tema foi Violência Doméstica, com a chefe de investigações da Delegacia da Mulher/Cabedelo, Vanessa Karina Camara de Lima Dourado.

A importância da fiscalização conjunta com a saúde e educação na prevenção de acidentes foi apresentada pelo inspetor da PRF, João Martinez; Monica Borges, da CVV Comunidade discutiu o tema Viver vale a pena: Falar é preciso. Por fim, a palestra As ações pedagógicas da gerência executiva de diversidade e inclusão para os direitos humanos foi apresentada pela gerente executiva de Diversidade e Inclusão do Estado da Paraíba, Vanuza Cavalcanti Fernandes.

De acordo com a gestora da Vigilância em Saúde, Júlia Vaz,  o seminário é o primeiro passo para a implantação em Cabedelo do programa Vida no Trânsito. Uma ação intersetorial e interinstitucional que visa formar um comitê para examinar as incidências, discutir, sugerir ações de prevenção e controle coordenação da saúde. A intenção é reunir órgãos e instituições que estão diretamente ligadas ao tema para promover o esclarecimento e a prevenção para redução das mortes.

 “Atualmente, no Brasil, os acidentes de trânsito e outras formas de violência são responsáveis por grandes percentuais de mortalidade. E essas ocorrências, além de acabar com vidas, muitas em fase de idade prematura, também geram altos custos para o Sistema Único de Saúde. Então estamos buscando com essa temática iniciar um trabalho no município de prevenção, de esclarecimento para redução das mortes por acidente de trânsito e por outros tipos de violência de uma forma geral”, disse.

O coronel Oliveira falou sobre a temática que trouxe para o seminário e sobre a iniciativa da Prefeitura de Cabedelo.

“Trazemos um tema atualíssimo que é a segurança pública, principalmente na análise das causas e consequências da violência dentro do contexto da segurança. É oportuno e importantíssimo a Prefeitura realizar esse debate, até porque a Constituição Federal prediz que é dever do estado e responsabilidade do cidadão. A Prefeitura se insere nesse contexto não só através dos órgãos permanentes e preventivos de segurança pública, mas na ação do poder público nas comunidades, na infraestrutura e na parte da saúde”.

Compartilhar