Profissionais da beleza passam por capacitações sobre práticas de higiene e prevenção à doenças transmissíveis  

A Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab), por meio da Coordenação de Vigilância em Saúde, promoveu, nesta segunda-feira (22), uma capacitação em práticas de higiene e prevenção à saúde para profissionais de salões de beleza. O objetivo é fazer com que os profissionais passem a adotar procedimentos que preservem a própria saúde e a dos clientes.

A oficina aconteceu no Anexo da Prefeitura (Casa do Alemão). No horário da manhã, os participantes receberam informações sobre procedimentos e postura profissional nos ambientes de trabalho. O encontro terá prosseguimento à tarde, com noções de biossegurança e aspectos da legislação sobre saúde do trabalhador.

“Essa é uma oficina para capacitar os profissionais e proprietários dos salões de beleza sobre as normas que a Vigilância Sanitária preconiza para esses estabelecimentos. Vamos trabalhar também a questão da biossegurança, que são as condutas que devem ser adotadas por aqueles profissionais no momento do atendimento do cliente para evitar a transmissão de doenças”, explicou a gestora de Vigilância em Saúde, Júlia Vaz.

A contaminação pode se dar através da manipulação dos equipamentos e da falta de procedimentos básicos, como a esterilização. O processo de contaminação pode ocorrer no ato do atendimento, como também se proliferar em operações futuras.

“A falta de certos cuidados pode provocar a transmissão das Hepatites B e C e do HIV, que são doenças que apresentam risco potencial de serem transmitido pelo alicate, se não for esterilizado adequadamente, e até pelo que chamamos de ‘pau de laranjeira’, onde o vírus da Hepatite B pode permanecer por seis meses. É visando esses esclarecimentos que convocamos esses profissionais, preparando-os para evitar a transmissão de doenças dentro do salão de beleza. A capacitação é, sobretudo, para que a partir de agora eles atuem com uma conduta mais segura”, finalizou Julia.

Secom Cabedelo

 

 

Compartilhar