Profissionais das Secretarias da Mulher e da Assistência Social participam de capacitação sobre enfrentamento à violência doméstica

Iniciativa visa a formação de grupos reflexivos para mulheres vítimas de violência e homens autores de agressões

A Prefeitura de Cabedelo (PMC), por meio das Secretarias Municipais de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPM) e da Assistência Social (Semas), e em parceria com o Tribunal de Justiça da Paraíba, realizou, nesta quinta-feira (03), um dia de capacitação voltado ao tema do enfrentamento à violência doméstica.

O evento marca o início da programação do Dia Internacional da Mulher – próximo dia 08 – e se destina ao desenvolvimento, em Cabedelo, de projeto de enfrentamento à violência doméstica por meio da criação de grupos reflexivos. O encontro teve como público alvo equipe de profissionais de ambas as secretarias que deverão atuar a frente do projeto.

“É mais um trabalho que a prefeitura realiza com relação à violência contra a mulher numa parceria que reúne as secretarias municipais e o Tribunal de Justiça, em que vamos trabalhar tanto com as vítimas quanto com os agressores. A estratégia aplicada é que a Secretaria da Mulher trabalhe com a mulher que sofre a violência e a Assistência Social, com o homem agressor. A capacitação é feita justamente para que as equipes recebam as orientações básicas para atuarem na execução do projeto”, explicou a secretária de políticas públicas para as mulheres, Priscilla Rezende.

O Juiz titular da 1ª vara mista de Cabedelo, Dr.  Antônio Gonçalves Ribeiro Júnior, falou sobre a iniciativa e destacou a importância dessa ação de enfrentamento à violência doméstica.

“A ideia é unir esforços no sentido de construir uma modalidade de enfrentamento à violência doméstica, por meio da capacitação de profissionais das unidades que tratam de violência doméstica no município. Elas deverão atuar à frente dos grupos reflexivos com os homens agressores e com mulheres vítimas de violência, ações como objetivo qualificar, restaurar a estima das mulheres, conscientizá-las da importância de não se deixar levar pelos atos abusivos de violência doméstica. O objetivo é prepará-las, qualificá-las, empoderá-las e com isso buscamos aplicar essa ação social no âmbito do município”, comentou o juiz.

O projeto a ser implantado em Cabedelo segue a estratégia desenvolvida pelo projeto “Papo de Homem, Construindo novas masculinidades”, implantado em 2017, em Campina Grande e que se constitui em trabalho com grupo reflexivo para homens autores de violência doméstica que estão respondendo processos. Esse processo reflexivo será estimulado através do projeto “Repensar”, orientado pelo juiz Dr. Antônio Ribeiro, juntamente com a Secretaria de Assistência Social. Já o acolhimento e preparação das vítimas, ficará a cargo da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, em conjunto com a juíza Dra Graziela, no projeto “Dignificando Mulheres”.

“A capacitação busca promover a reflexão sobre que estratégias podemos lançar mão no enfrentamento da violência de gênero, que é uma questão de natureza complexa. Trouxemos para as equipes das secretarias reflexões sobre o que se pode fazer, especialmente em rede, no âmbito do município e, também, especificamente sobre a organização dos grupos reflexivos. A complexidade da questão reside justamente na diversidade de atores em suas especificidades e requer as mais variadas estratégias de tratamento”, comentou a psicóloga Clarissa Guedes, membro do Juizado de Violência Doméstica de Campina Grande.

Compartilhar