Ronda Maria da Penha de Cabedelo garante atendimento no combate e prevenção à violência contra a Mulher

Cabedelo foi a 2ª cidade paraibana a contar com uma patrulha exclusiva na preservação dos direitos das mulheres

No próximo mês de dezembro, a Ronda Maria da Penha (RMP) comemora 1 ano de funcionamento. Cabedelo foi o 2º município paraibano a criar a patrulha, especializada na defesa dos direitos das mulheres e na prevenção à violência doméstica.

Em seus primeiros meses de funcionamento, o serviço de Ronda Ostensiva atuou em parceria com a Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SEPM) e a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), garantindo o atendimento e a assistência às mulheres vítimas de todo tipo de violência.

“A Ronda tem um papel de suma importância na sociedade cabedelense em defesa das mulheres que sofrem qualquer tipo de violência doméstica, familiar e relação de afeto, e que se encontrem em medida protetiva de urgência concedida pela Justiça. De janeiro a junho, atendemos a cerca de 10 chamados, número que pode parecer pequeno, mas que demonstra que, pouco a pouco, as mulheres estão tendo conhecimento de nossa atuação e, principalmente, estão tomando coragem para denunciar”, reforçou a inspetora geral da Guarda Civil Metropolitana, Gilma Menezes.

A RMP funciona como uma rede de proteção à mulher, acompanhando casos de violação de seus direitos. A equipe faz um trabalho preventivo, ofertando proteção às mulheres e também fiscalizando o cumprimento de ordem judicial, com o intuito de evitar que o agressor se aproxime da vítima.

A Ronda foi lançada no dia 28 de dezembro de 2018 e atua com uma viatura específica para a realização de monitoramento e proteção às mulheres vítimas de violência em Cabedelo. Atualmente, a patrulha é composta por 06 GCMs, atuando em uma escala de 6h diárias e sempre à disposição para qualquer solicitação da população.

Solicitações, denúncias e informações sobre a RMP podem ser requeridas através dos telefones (83) 3228.4413 e 153

Compartilhar