Usuários do Cemfisio de Cabedelo recebem atendimento em diversas especialidades na Clínica Escola do Iesp

Projeto Se Cuida Comunidade é fruto de parceria entre a Prefeitura Municipal e a Faculdade

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio do Centro Municipal de Fisioterapia (Cemfisio), participou, nesta quarta-feira (30), do projeto Se Cuida Comunidade, em parceria com a Faculdade Iesp.

O objetivo da iniciativa é oferecer atendimento nas especialidades de Fisioterapia, Psicologia, Odontologia, Nutricionista e Enfermagem a usuários do Sistema Único de Saúde de Cabedelo.

Na primeira etapa, realizada nessa quarta-feira (30), foram encaminhados à Clínica Integrada de Saúde do Iesp 50 pacientes que se encontram na lista de espera. Eles foram avaliados pela equipe de profissionais, composta por professores, responsáveis técnicos e alunos, para posteriormente iniciar o tratamento nas áreas de necessidade de cada um.

“Essa parceria é muito importante para o município e para o paciente, tendo em vista que essa é uma demanda que só cresce, devido ao grande número de acidentados e pacientes com dor crônica e, dessa forma, estaremos reduzindo o tempo de espera da nossa clínica enquanto eles estarão recebendo o atendimento que necessitam”, ressaltou o fisioterapeuta e coordenador do Cemfisio, Ricardo Monteiro.

Para a gerente da Clínica Integrada de Saúde do Iesp, Carla Jeane, a parceria que já existe com a Prefeitura de Cabedelo para outros projetos, para este também é muito benéfica, já que há um ganho para os pacientes e para os alunos que estão na reta final de seus cursos, com a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos, sob a orientação dos professores.

“O Iesp recebeu recentemente o selo de Instituição Socialmente Responsável e nós temos essa preocupação, não apenas com os nossos funcionários, mas também com a comunidade em geral. E essa parceria é de extrema importância, não só para os alunos mas para toda a sociedade, por estamos oferecendo um serviço de qualidade através dos nossos alunos, professores e responsáveis técnicos de cada área”.

A maior parte da demanda do Cemfisio é de pós operatório e pacientes com dor crônica. A partir dessa avaliação da equipe é que serão definidos os pacientes, as especialidades e as prioridades para os atendimentos. Nos dias de atendimento, a Prefeitura disponibiliza o transporte para os pacientes.

Para Maria da Glória Santos, moradora do bairro Santa Catarina e paciente com dor crônica na coluna e joelho, essa oportunidade veio em uma boa hora.

“Já faz mais de um ano que faço fisioterapia lá no Cemfisio e sempre entro na lista de espera toda vez que tenho retorno. Dessa vez, vim encaminhada para cá e já estou gostando. Tem um espaço mais amplo e com certeza vai atender mais pessoas.”

Já a senhora Maria de Fátima Silva, moradora de Ponta de Campina e com dor crônica no joelho e tornozelo, torce por essa parceria para que muitos pacientes possam se beneficiar.

“Estou achando maravilhoso. Fomos bem acolhidos e estou muito satisfeita. Espero que dê certo essa parceria para que, não só eu, mas outras pessoas possam se beneficiar e dar continuidade ao tratamento”.

Compartilhar