Usuários da Secretaria de Assistência Social e alunos da rede municipal participam de Feira de Serviços Sociais promovida pela Prefeitura

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria de Assistência Social (Semas) realizou, na manhã desta quinta-feira (26), a culminância das atividades promovidas com os beneficiários dos serviços vinculados à pasta. O evento, que aconteceu na Quadra Esportiva da Campina da Vila, reuniu os usuários dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), do Cras e do Reviver I e II.

A ação constou de uma feira, onde os usuários mostraram os serviços da Assistência e as temáticas trabalhadas ao longo do período. O tema abordado no último período foi o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que completou 28 anos. Recitação de cordel e apresentação da percussão do Reviver II animaram o público presente, formado por alunos das escolas municipais convidadas.

“Os serviços de convivência estão sempre atentos às nossas crianças, principalmente das comunidades periféricas, e nossa Secretaria tem a visão de estender a proteção a esse público que, muitas vezes, está em estado de vulnerabilidade. Essa culminância é realizada no estilo das feiras de ciência, sendo no nosso caso a Feira de Serviços Sociais, com o objetivo de informar as pessoas sobre nossos serviços e os direitos que não conhecemos. É uma forma de integramos os usuário à comunidade e mostrar nossas ações, como elas funcionam, alertar para determinadas questões”, ressaltou o secretário-adjunto da Semas, Ricardo Vasconcelos.

Os programas como ID Jovem, do Cad Único; os serviços de convivência, Acessuas e o Eca ganharam destaque nas apresentação dos usuários.

“Priorizamos a realização das culminâncias porque é o momento de juntarmos os três serviços e promover um momento de confraternização. Além disso, hoje estamos estimulando o protagonismo, ou seja, as crianças é quem estão falando e é muito importante para elas saberem dos seus direitos e deveres. Estimulamos essa prática como uma forma, também, de fazer os serviços conhecidos pela comunidade”, declarou a diretora da Proteção Social Básica, Débora Lins.

A previsão é que a culminância aconteça de dois em dois meses, sempre pondo em foco os temas trabalhados nas atividades educativas dos usuários. Para a professora da Escola Paulino Siqueira, Poliana Lucena – que levou a turma do 6º ano, composta por alunos na faixa etária de 11 a 12 anos – , a culminância cumpre uma função de informar a sociedade sobre os serviços existentes e programas voltados para o público adolescente.

“Acho muito interessante que os alunos adquiram conhecimento sobre os serviços, até para que possam usufruir desses serviços e programas. Eles têm que conhecer o que é oferecido e a apresentação dos meninos que participam dos serviços mostra a importância que têm na vida deles. Eles são os melhores porta-vozes para passar essa experiência”, finalizou.

Secom Cabedelo

Compartilhar